Corinthians segura empate com o Santos e chega a sua primeira final de Libertadores

Foi sofrido. Foi difícil. Foi como está na história do time. É histórico: o Corinthians, em 101 anos, chega a sua primeira final de Taça Libertadores. O Timão venceu o primeiro jogo por 1 a 0, e enfrentou o Santos num Pacaembu lotado com quase 38 mil torcedores. O Corinthians jogou com a vantagem, e, depois de sofrer o primeiro gol, conseguiu o empate, segurou o resultado de 1 a 1, e está na final da Copa Libertadores 2012.

Num jogo movimentado, pegado, com muitas faltas, e o time do Santos fazendo um jogo ruim, o destaque vai para Danilo, autor do gol salvador do Corinthians, no começo da segunda etapa.

Na final: Danilo marca o gol de empate, e Corinthians é finalista da Copa Libertadores 2012. (Créditos da Imagem: Ricardo Matsukawa/Portal Terra)

Falar que foi um ótimo jogo, aí seria mentira. O Santos, em busca de virar o placar, ficou com mais posse de bola, mas não chegou ao gol e teve poucas chances claras. O time errava muito passe, e o Corinthians fazia o certo e se fechava. Claramente o Corinthians jogava com o regulamento “debaixo do braço”.

A grande mudança do time do técnico Tite foi a entrada de Willian no lugar de Emerson, suspenso. Já no time do Santos, Elano não começou a partida, e Muricy pôs à campo Alan Kardec, Neymar e Borges.

No jogo, o Santos ficou com mais posse de bola, como dissemos, mas permitindo alguns contra-ataques perigosos corintianos. O destaque fica por conta da defesa do time da casa, que se fechou bem e não deixou o Santos chegar.

Ganso e Neymar não fizeram um bom jogo. Os dois davam passes errados, não conseguiram criar jogadas e perdiam a bola. Apesar disso, o Craque santista abriu o placar no Pacaembu. Aos 35′, após bola na trave de Borges, depois de grande jogada do time santista na direita, Neymar, livre e na cara do gol, apenas tocou para o fundo do gol (aquele gol que o outro diria “até eu fazia”).

Mundo do Futebol no Facebook

Com o resultado do jogo de ida e de volta empatados (no agregado 1 a 1), o Pacaembu “pegou fogo”. A torcida corintiana apoiava a equipe, enquanto que a equipe do Santos tentava o segundo gol, querendo evitar a disputa de pênaltis. O primeiro tempo terminou com a vitória santista por 1 a 0, e o empate no agregado.

Os torcedores santistas, corintianos e até os que não torciam por nenhuma das equipes estavam nervosos, tanto aqueles que estavam no Estádio Paulo Machado de Carvalho, ou acompanhavam pela Televisão. Na volta para o segundo tempo, o técnico Tite pôs Liedson no lugar de Willian.

O nervosismo corintiano deu lugar a uma grande alegria logo no começo da segunda etapa. Aos 2′, o Corinthians chegou ao empate, com gol de Danilo. Após cobrança de falta na esquerda, a bola passou por todos na área, e sobrou para o camisa 20, livre, chutar para o fundo do gol de Rafael. Explosão corintiana no Pacaembu.

Com o 1 a 1, o Corinthians chegava a final, e eliminava o atual campeão. Neymar e Ganso não decidiram, e pouco apareceram no jogo, graças à marcação do time do Corinthians. Muricy tentou mudar, e colocou Elano e Léo, que também não resolveram. Mesmo assim, o Timão se fechava e o Santos jogava muito mal, ficava tocando bola no meio, não entrar na área. A única jogada que o time da Baixada Santista buscava era “joga no Neymar”, e só.

Mundo do Futebol no Twitter

Próximo ao fim da partida, destacamos o árbitro assistente, Altemir Hausmann. O gaúcho que estava recebendo criticas do comentarista de arbitragem da TV Globo (por marcar faltas, coisa que, segundo ele, é função do árbitro), surpreendeu a todos, com um lance curioso. Irritado com a equipe santista que não dava espaço para cobrança de falta do Corinthians, o bandeira pegou seu spray e fez um meio-circulo, para delírio de alguns torcedores. Um lance bem curioso que pode ser visto aqui.

Após tudo isso, o árbitro Leandro Pedro Vuaden apitou o fim da partida. Vibração corintiana, finalista da Copa Libertadores 2012, a primeira final da história do time.

Veja os melhores momentos de Corinthians 1 x 1 Santos:

Ficha técnica:
Corinthians 1 x 1 Santos (agregado – 2 a 1 Corinthians)

Corinthians: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; e Jorge Henriqu e Willian (Liedson). Técnico: Tite

Santos: Rafael; Henrique, Edu Dracena, Durval e Juan (Léo); Adriano (Elano), Arouca e Paulo Henrique Ganso; Alan Kardec, Borges (Dimba) e Neymar. Técnico: Muricy Ramalho

Cartões: Não teve.

Gols: Neymar (SAN; 0 – 1); Danilo (COR; 1 – 1)

Arbitragem: Principal: Leandro Pedro Vuaden (FIFA – RS); Assistentes: Altemir Hausmann (FIFA – RS) e Alessandro Rocha (FIFA – BA). Data: 20/06/2012. Horário do início da partida: 22h (hora de Brasilia).

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Com informações do GloboEsporte.com e Portal Terra.

Deixe sua opinião.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *